1

Mallarmé no século XXI: poema contínuo?

Rodas da Rosa #7

Decisiva não apenas para um círculo de poetas, mas para diversos movimentos artísticos ao longo do século XX, a poesia de Mallarmé parece chegar aos nossos dias com questões inesgotáveis, atualizadas e ainda inéditas. Nesta Roda da Rosa, tomamos como mote a publicação de O espaço das palavras — de Mallarmé a Broodthaers, de Jacques Rancière, livro recém-lançado pela editora Relicário, e que mereceu um ensaio-resenha de André Goldfeder nesta 3ª série da Revista Rosa, Mallarmé: fundador da arte contemporânea ou Broodthaers: jamais fomos autônomos. Além de André, participam Wallace V. Masuko, que ilustra a resenha, e Eduardo Jorge de Oliveira, que traduziu o livro de Rancière com a mediadora do debate, Marcela Vieira.

Convidados

André Goldfeder doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada (USP) e pós-doutorando em Teoria e História Literária (Unicamp).

Eduardo Jorge de Oliveira doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada (UFMG) e professor de Literatura, Cultura, Media (Universidade de Zurique).

Wallace V. Masuko artista, doutorando em Artes Visuais (USP) e tradutor da Caixa verde, de Marcel Duchamp. Wallace é o designer da Revista Rosa.

Mediação: Marcela Vieira